Agentes penitenciários vão garantir apenas serviços de alimentação e atendimento médico

Singeperon diz que governo ainda não se manifestou sobre a greve da categoria

Foto: Divulgação
Anúncio

Os agentes penitenciários do Estado de Rondônia entram em grave a partir da próxima sexta-feira(18). A presidente do sindicato que representa a categoria (Singeperon), Daihane Gomes, informou que apesar do anúncio da paralisação, o Governo de Rondônia não fez qualquer sinal de querer conversar sobre o assunto.

Ela falou também que apenas um contingente mínimo de agentes penitenciários estará atuando para garantir os serviços de alimentação e atendimento médico nos presídios estaduais. Ao todo serão 2.496 trabalhadores do sistema prisional parados em Rondônia.




Os agentes estão reivindicando a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) que era previsto para 2019, mas foi vetado pelo governador Marcos Rocha (PSL) na semana passada.

“Lamento muito que isso esteja ocorrendo, mas eu estou fazendo o que foi decidido em assembleia pelos nossos filiados. O governador era secretário no governo passado e sabia de toda a negociação que estava sendo feita em relação ao orçamento da Secretaria de Estado de Justiça”, disse.

Fonte: RONDONIAOVIVO

Deixe seu Comentário