Bolsonaro anuncia fim da ‘mamata’ da Lei Rouanet e não deixa pedra sobre pedra

O político diz que existe um desperdício, além de pouca fiscalização diante dos gastos.

Anúncio

A Lei Rouanet é uma das mais polêmicas do país. Destinada a ajudar artistas a efetivarem os seus projetos, a Rouanet sofre acusações constantes. Alguns artistas tiveram problemas durante o uso desse benefício, como o ator José de Abreu.

Em 2016, o ator José de Abreu foi condenado a devolver R$ 300 mil para os cofres públicos. O dinheiro foi usado na turnê do espetáculo ‘Fala, Zé’, pelo Sudeste. No entanto, José de Abreu e sua equipe não teriam cumprido todos os trâmites referentes à essa lei.




O presidente eleito, Jair Bolsonaro, já anunciou que quer fazer mudanças na Rouanet. Nesta quarta-feira, 26 de dezembro, ele voltou a falar que essa legislação precisa de alterações. Pelo Twitter, o presidente eleito mostrou toda a sua revolta com o que ele acredita estar errado.

Veja abaixo a publicação de Bolsonaro, na qual fala sobre os problemas que circundam a Lei mais famosa da cultura brasileira, a Rouanet:




O político diz que existe um desperdício, além de pouca fiscalização diante dos gastos. Em sua rede social, o presidente falou sobre um caso específico envolvendo. Bolsonaro cita como exemplo o desembolso, em um único dia, pelo gerente de responsabilidade Sociocultural de Furnas, maior subsidiária da Eletrobras, de R$ 7,3 milhões para 21 entidades.

Nas redes sociais, muitos apoiadores concordaram com Bolsonaro. Essa pauta, aliás, é uma das que o líder do PSL mais repete, tentando atrair quem pensa que nem ele.

Fonte: 1 News –  Fernando B

Comentários