Coronel Chrisostomo afirma que aumento de tarifas de energia é injusto e garante lutar contra Energisa

Foto: Divulgação
Anúncio

Após participar da 46ª Reunião Ordinária realizada na terça-feira 10, na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o deputado federal Coronel Chrisóstomo (PSL-RO), retornou à Comissão de Minas e Energia na Câmara dos Deputados, pontuando sua desaprovação à revisão tarifária proposta pela Energisa Rondônia.

A Aneel divulgou que “a conta de luz dos consumidores residenciais de energia elétrica de Rondônia vai cair 0,78% a partir da próxima sexta-feira 13”, porém, na realidade, a nota foi uma maneira de encobrir o aumento médio de 0,11% nas tarifas em Rondônia.

A verdade foi revelada logo depois pelo parlamentar, que demonstrou sua indignação e afirmou que “apesar dos consumidores residenciais receberem uma ridícula redução na fatura de 0,78%, o valor continua altíssimo para uma região que tem capacidade de geração de energia suficiente para abastecer todo Estado”.

A tarifa por MW/hora para as residências no Estado cairá dos atuais R$ 581,37 para R$ 576,82, o que parece uma piada de mau gosto. Enquanto isso a Energisa recolheu de ICMS, só em 2019, cerca de R$ 279,2 milhões, tornando Rondônia o 16º Estado que mais arrecada o imposto.

“Agora, o que não foi dito, é que houve um aumento de 0,24% para todas as empresas conectadas à baixa tensão, ou seja, o prejuízo recairá sobre nossos micro e pequenos empresários”, ressaltou Coronel Chrisostomo.

Segundo a Aneel, os índices irão variar de acordo com o tipo de consumidor. Para quem recebe energia em alta tensão, como as grandes indústrias, por exemplo, haverá uma redução de 0,27%.

Porém, para quem recebe energia em baixa tensão haverá um aumento de 0,24%, o que inclui a maioria dos empresários, comerciantes e pequenos agricultores da região. “Não houve explicação que justificasse o aumento. A previsão é que as novas tarifas passem a vigorar a partir desta sexta-feira, 13”.

“É um aumento vergonhoso, para um estado que é um dos maiores produtores de energia elétrica do Brasil”, frisou o deputado. Na próxima semana, completa um ano que a distribuidora já havia aumentado em 25% as tarifas.

O parlamentar afirma ainda que, como novo integrante da Frente Parlamentar Mista em defesa da Micro e Pequena Empresa de Rondônia, irá assegurar o crescimento deste setor tão importante na economia do país, e fará de tudo para resolver de uma vez por todas estes aumentos abusivos de energia em Rondônia.


Fonte: Assessoria

Deixe seu Comentário