CT do Flamengo é liberado, mas MP fará reunião para avaliar local

Algumas mudanças no local deverão ser realizadas por conta da análise dos órgãos competentes

A vistoria dos órgãos competentes liberou momentaneamente o CT Ninho do Urubu para uso por parte do Flamengo. Nesta terça-feira (12), representantes do Ministério Público do Trabalho, da Defensoria Pública, das Secretarias Estaduais de Urbanismo e Fazenda e do Corpo de Bombeiros fiscalizaram o centro de treinamento.

Ficou definido que o local permanecerá aberto após o incêndio que matou dez jovens das categorias de base. Na próxima sexta-feira (15), no entanto, haverá nova reunião na sede do Ministério Público, quando o laudo da visita será apresentado e exigências debatidas com o Flamengo, que precisará apresentar uma série de documentos. Caso contrário, o CT poderá ser interditado.




Algumas mudanças no local deverão ser realizadas por conta da análise dos órgãos competentes. O Flamengo firmou compromisso para atender o que for solicitado.

O clube ainda aguarda o aval dos órgãos responsáveis e busca as regularizações necessárias para que o CT volte a receber os jovens e sirva novamente como alojamento.

Nesta terça-feira, a área do incêndio passou por nova perícia criminal. A polícia investiga as causas do incêndio e responsabilidades. O caso está sendo tratado pela 42ª Delegacia Policial e ainda não tem a conclusão apresentada.

O CASO

O incêndio aconteceu nas primeiras horas da última sexta-feira (8) e deixou dez mortos. Os bombeiros foram acionados às 5h17 (horário de Brasília). O fogo atingiu a ala mais velha do CT, que servia de alojamento para as categorias de base do clube e recebia jogadores de 14 a 17 anos de idade. O local seria desativado e demolido nas próximas semanas. Autoridades do Rio de Janeiro trabalham com um problema no sistema de ar-condicionado do alojamento como principal hipótese para o ocorrido. Com informações da Folhapress.

Fonte: FOLHAPRESS

Comentários