Dono do PSG, Catar quer comprar a Roma e faz primeira proposta: R$ 1,7 bilhão, diz jornal

Veículos de Itália e França publicam informações sobre interesse dos cataris no clube italiano

Foto: Reuters
Anúncio

O diário “L’Equipe” publicou a informação de que o Catar estaria disposto a comprar a Roma, um dos mais tradicionais clubes da Itália. O “Corriere dello Sport” também avançou na notícia, apontou que o fundo de investimentos catari fez uma oferta no valor de € 400 milhões (R$ 1,7 bilhão).

Ainda de acordo com o “Corriere dello Sport”, o proprietário da Roma, James Pallotta, teria recusado essa primeira oferta do catari. No entanto, as conversas devem seguir, e quem está tocando a negociação é Nasser Al-Khelaifi, presidente do PSG, clube que pertence aos cataris.

A relação entre Roma e Catar não é nova. A Qatar Airways, uma das maiores empresas aéreas do mundo e que pertence aos país árabe, é o patrocinador master do clube italiano. O aporte anual é de € 40 milhões (R$ 172 milhões).

Uma das situações que o Catar estuda é como não ter problemas com a Uefa caso o mesmo fundo do país seja proprietário de dois clubes que jogam pela confederação europeia. Situação semelhante viveram Leipzig e Salzburgo, que se enfrentaram na Liga dos Campeões de 2017/18, ambos foram comprados pela mesma empresa. Na ocasião, a Uefa não apontou conflito de interesses.

Fonte: GloboEsporte

Comentários