Horóscopo do dia: confira o que os astros revelam para esta quinta (11/4)

Veja o horóscopo por Oscar Quiroga para desvendar esta quinta-feira, 11 de abril, para cada signo

(crédito: Pixabay/Reprodução)

Faísca animada.

Data estelar: Mercúrio beija a Terra.

No dia em que Mercúrio beija a Terra, das 7h03 até 9h58 a Lua está Vazia, e essa não é uma boa condição astrológica para elaborar as resoluções que seriam postas em prática durante o dia, portanto, melhor encarar esse começo com leveza e despreocupação, desacreditando dos argumentos da angústia, sempre convincente com suas mentiras apocalípticas.

Ainda que esses argumentos sejam poderosos, tua consciência sempre pode tratá-los com desdém, os desvalorizando, porque a experiência comprova que continuamos respirando, que não importa quantos erros cometamos nem o quanto estejamos temporariamente afundados no desânimo, a partir do momento em que apostamos na Vida com confiança, buscando nela proteção e instrução, lhe entregando nossos medos, recebemos dela uma faísca de certeza animada no meio de nossas incertezas.

ÁRIES (nascimento entre 21/3 a 20/4)

Sua clareza talvez não seja bem recebida por todas as pessoas, porque muitas delas preferem não ir ao ponto com tanta certeza, ficando indecisas como se isso lhes brindasse com tempo para conseguirem acertar na tecla.

TOURO (nascimento entre 21/4 a 20/5)

Quanto mais sincera seja sua alma a respeito das verdadeiras intenções que a mobilizam, melhores serão os resultados, porque de outra forma você se veria no meio de situações confusas e mal resolvidas. Melhor não.

GÊMEOS (nascimento entre 21/5 a 20/6)

Com pessoas tudo se complica, mas sem elas, apesar de tudo ser mais simples, é tudo aquém do que poderia ser. Está na hora de aceitar as complicações que os relacionamentos humanos produzem em nome de um bem maior.

CÂNCER (nascimento entre 21/6 a 21/7)

O objetivo é certo e muito evidente, a questão é como fazer para o aproximar da realidade atual, que não conta com os devidos instrumentos para facilitar o caminho. Não importa, deposite um voto de confiança na Vida.

LEÃO (nascimento entre 22/7 a 22/8)

Por um instante, que, ainda que seja fugaz, parece durar uma eternidade, a alma enxerga com clareza o panorama de sua vida. Essa espécie de epifania brinda com informações esclarecedoras, que servirão no futuro.

VIRGEM (nascimento entre 23/8 a 22/9)

Os riscos são evidentes e não devem ser desconsiderados, porque apesar de haver, neste momento, muita mais coragem e atrevimento envolvidos, na prática sua alma sabe que nada há de ser tão simples assim.

LIBRA (nascimento entre 23/9 a 22/10)

Há momentos em que, apesar das diferenças, as pessoas se entendem e conseguem perdoar as faltas cometidas, percebendo que não há real maldade por trás dessas, apenas o efeito de incertezas mal resolvidas entre elas.

ESCORPIÃO (nascimento entre 23/10 a 21/11)

As necessidades que precisam ser supridas se tornam evidentes demais para fingir que haveria tempo, ainda, para se distrair com desejos que, apesar de se apresentarem como urgentes, poderiam ser dispensados. Não é?

SAGITÁRIO (nascimento entre 22/11 a 21/12)

Você sabe, pela própria experiência, que há desejos que vale a pena satisfazer, mas que há outros que são melhores na imaginação do que na realidade prática. Melhor usar o discernimento para distinguir uns dos outros.

CAPRICÓRNIO (nascimento entre 22/12 a 20/1)

Os lugares que normalmente sua alma busca para se confortar e sentir segura talvez não brindem mais com essas virtudes, e por isso é necessário sair em busca de outros, ou fazer uma arrumação melhor nos atuais.

AQUÁRIO (nascimento entre 21/1 a 19/2)

Num momento de lucidez e boa comunicação, a alma diz as coisas certas e as pessoas ouvem com atenção. Melhor você se desapegar do efeito dessas palavras, porque está na mão do mistério da vida, que sabe quando manifestar.

PEIXES (nascimento entre 20/2 a 20/3)

Preserve a clareza em relação à matemática inflexível dos deveres e dos haveres, porque não há magia nenhuma acontecendo por aí, e não há tampouco perspectiva de acontecer. Equilíbrio entre os gastos e as entradas.


Fonte: Correio Brasiliense