LÉO MORAES COBRA A APLICAÇÃO DO REVALIDA DUAS VEZES AO ANO

Foto: Assessoria
Anúncio

A comissão que analisa a MP para criação do programa Médicos Pelo Brasil (MP 890/19) em substituição ao Mais Médicos, se reuniu nesta semana para debater mudanças no Revalida, prova criada pelos ministérios da Educação e da Saúde para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras.

Na terça-feira (03), audiência contou com a presença do ministro da educação, Abrahan Weintraub, que debateu o assunto com os parlamentares. O deputado federal Léo Moraes (PODE-RO) pontuou a necessidade de se realizar o Revalida duas vezes ao ano e do acolhimento de médicos brasileiros formados em outros países.




“Questionamos e contrariamos o Ministro da Educação Abraham Weintraub, pois para atender os locais mais distantes de nosso País, não podemos colocar a ideologia e nem o revanchismo a frente da essência de uma boa Política Pública”, publicou Léo Moraes em sua página do facebook.

Desde 2011, o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida, recebeu a participação de 7.821 médicos. Porém, 47,4% deles foram reprovados em pelo menos uma edição do exame. Sem a aprovação no Revalida, os formados no exterior não podem atuar na medicina brasileira.


Fonte: Assessoria

Deixe seu Comentário