Maior São João do mundo, segundo o Guinness, enche Caruaru de turistas

Município pernambucano oferece mais de 400 atrações artísticas e culturais a quem vai conhecer suas festas juninas

Foto: DIVULGAÇÃO/JANAÍNA PEPEU
Anúncio

Quem conhece o Nordeste brasileiro sabe que a maior festa popular da região é o São João, comemorado oficialmente no dia 24 de junho. Mas a cidade de Caruaru, distante 130 quilômetros da capital de Pernambuco, Recife, leva o título de Maior São João do Mundo, reconhecido pelo Guiness Book de recordes, muito a sério.

Na prática, o ciclo junino local começou no dia 18 de maio, mas a abertura oficial aconteceu no dia 1º de junho. Durante o primeiro final de semana do mês, circularam pela cidade quase 200 mil pessoas. Pouco menos da metade da população do município, que é de 356 mil habitantes.




Os turistas foram ao Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, palco da abertura oficial dos festejos, para assistir aos shows da Orquestra de Pífanos de Caruaru & Maestro Mozart Vieira, da cantora Elba Ramalho e do vaqueiro Mano Walter.

As atrações escolhidas buscam contemplar a diversidade cultural não só da região, mas de todo o Brasil. Haverá shows de nomes como Alceu Valença, Marília Mendonça, Alok e Petrúcio Amorim. Em Caruaru, o ciclo junino encerra no dia 14 de julho, quanto acontece a última das comidas gigantes, outra tradição na cidade.

E tão grandes quando a força da tradição junina são os números que ela movimenta: estima-se que mais de 2 milhões de pessoas sejam atraídas pela festa e prestigiem as mais de 400 atrações artísticas e culturais, provocando uma ocupação de 100% da rede hoteleira local, principalmente nos finais de semana.




Investimentos

No total, estão sendo investidos por volta de R$ 14 milhões na realização da festa, que espera movimentar mais de R$ 200 milhões durante os quase dois meses em que será realizada. O incremento na economia é maior do que todo o período natalino.

“O ciclo junino é muito importante para os nordestinos. As pessoas se preparam pra festa, que no caso de Caruaru, começou ainda no mês de maio e se estenderá até julho, que é quando acontece a última comida gigante”, diz a prefeita Raquel Lyra.

“No nosso município, o São João, do ponto de vista econômico, é mais importante do que o Natal. Mesmo em meio à crise econômica pela qual o país passa, pretendemos repetir esse cenário com muita alegria e hospitalidade, que é a marca registrada do nosso povo”, encerra.

Fonte: CARLOS ESTÊNIO BRASILINO – Metrópoles 

Comentários