Motorista que ficou ‘à beira da morte’ em Gênova fala em ‘milagre’

Homem que ficou a poucos metros do abismo provocado pela queda da ponte ainda estará se recupera do choque

© REUTERS
Anúncio

Luigi Fiorillo é o motorista do caminhão que ficou a poucos metros do abismo provocado pela queda da ponte de Morandi, em Gênova, na Itália.

O motorista de 37 anos falou pela primeira vez sobre o que viu na última terça-feira (17) e considera que o fato de ter conseguido parar o caminhão foi “um milagre”.

“Enfrentei a morte na ponte de Morandi. Salvei-me por milagre”, disse ele, em declarações reproduzidas pelo jornal “Daily Mail”.




“Vi um carro me ultrapassar pela esquerda e tinha outro carro à minha frente. Vi que estava a cair da ponte. Pus o pé no travão e consegui parar”, conta ele, que ainda tentou dar ré, mas não conseguiu.

“Saltei para fora do carro e foi aí que percebi o quão perto estava. Comecei a correr”, relembra.

Notícias ao Minuto

O caminhão conduzido por Luigi continua imobilizado no cimo da ponte, enquanto prosseguem as operações de resgate para encontrar mais vítimas nos escombros.

Luigi está bem de saúde, mas se encontra em casa tentando se recuperar do choque sofrido.

A tragédia em Gênova deixou 38 mortos e 15 feridos.

Deixe seu Comentário