Mulher confessa que mentiu e taxista não tentou estuprá-la em balneário

Uma jovem de 23 anos acusou o taxista de ter tentado estuprá-la enquanto dormia no banco de trás do veículo dele

Anúncio

Após diligências e interrogatórios de envolvidos sobre a situação de um suposto crime de estupro em um balneário localizado na zona rural de Porto Velho, o delegado de plantão na Central de Flagrantes verificou que não houve crime de estupro na qual um taxista de 42 anos, havia sido acusado na manhã de quarta-feira (05).

Uma jovem de 23 anos acusou o taxista de ter tentado estuprá-la enquanto dormia no banco de trás do veículo dele. Contudo, após ser ouvida pelo delegado a jovem confessou que tudo não passou se uma farsa.




A mulher contou que um dos jovens que estava com ela teria sido o autor da tentativa de homicídio após uma discussão com o taxista em relação ao pagamento da corrida. Após ser esfaqueado no tórax, o próprio trabalhador conseguiu dirigir até a policlínica Ana Adelaide em busca de socorro.

A jovem alega não saber o endereço do suspeito do crime, mas ela também deverá ser indiciada por falsa comunicação de crime. O trabalhador segue internado em estado de saúde delicado.

Fonte: RONDONIAOVIVO

Deixe seu Comentário