Pai de bebê arrancado da barriga da mãe tenta ficar com a guarda do filho

O namorado de Fabiana esteve no Hospital de Base demonstrando interesse em ficar com a guarda do filho, mas terá que comprovar através de exame de DNA a paternidade.

Foto: Divulgação
Anúncio

Após ser arrancado da barriga da mãe, Fabiana Pires Santana, 23, em um crime bárbaro ocorrido no último final de semana em uma região de loteamento na zona Sul de Porto Velho (RO), o bebê deverá ficar com o pai ou ser levado para um abrigo municipal.

O namorado de Fabiana esteve no Hospital de Base demonstrando interesse em ficar com a guarda do filho, mas terá que comprovar através de exame de DNA a paternidade. Os familiares de Fabiana foram visitar o bebê e também demonstraram interesse em ficar com a criança. Ainda não existe previsão para o recém-nascido receber alta médica.




A residência de Kátia Barros Rabelo, 34, foi incendiada na no final da noite de quinta-feira (24) na Rua Raul Soares, bairro Cidade Nova. A mulher está presa por ter entregue instrumentos usados no crime e também por receber o bebê arrancado da barriga da mãe. O filho de Fabiana, uma criança de 7 anos, identificado como Gustavo Henrique foi morto após ver a mãe ser assassinada. Ele foi jogado em um lago e apedrejado para se afogar.

Quatro adolescentes estão detidos pelo crime, além de Kátia Barros presa na tarde de quarta-feira (23) em um garimpo no baixo Madeira. Ela confessou que simulou gravidez e usaria o bebê para dar um golpe no namorado garimpeiro.


Fonte: RONDONIAOVIVO

Comentários