Polícia Civil prende quase todos os vereadores de cidade do TO

De onze vereadores, dez têm mandados de prisão preventiva emitidos pela Justiça

Por ordem da Justiça, a Polícia Civil cumpre nesta sexta-feira (25) mandados de prisão temporária contra dez dos onze vereadores da cidade de Augustinópolis, localizada na região norte do Tocantins.

Segundo informações do G1, somente o presidente da Câmara de Vereadores não teve prisão decretada. No entanto, ele será conduzido a depor.

As prisões acontecem no âmbito da Operação Perfídia, que investiga a cobrança de propina para aprovação de projetos na prefeitura de Augustinópolis. A suspeita é de que o esquema movimentava cerca de R$ 40 mil por mês.




Além da prisão, os dez vereadores foram afastados do cargo pela Justiça por 180 dias. Por conta disso, os suplentes serão nomeados para os postos.

Os vereadores são: Maria Luisa de Jesus do Nascimento, Antônio Silva Feitosa, Antônio Barbosa Sousa, Antônio José Queiroz dos Santos, Edvan Neves Conceição, Ozeas Gomes Teixeira, Francinildo Lopes Soares, Angela Maria Silva Araújo de Oliveira, Marcos Pereira de Alencar e Wagner Mariano Uchôa Lima.

Fonte:  NOTÍCIAS AO MINUTO