Sine Municipal oferta cursos profissionalizantes em mais de 10 áreas

Cursos são oferecidos através da Escola do Trabalhador em parceria com a UnB

Foto: Assessoria
Anúncio

Os trabalhadores de Porto Velho, desempregados e empregados, poderão fazer cursos profissionalizantes em mais de 10 áreas, através da Escola do Trabalhador, em parceria com a Universidade de Brasília (UnB). A informação é do diretor do Sine Municipal, Eric Melo.

De acordo com o diretor, não há pré-requisitos nem escolaridade mínima para ter acesso aos cursos. “A qualificação é indicada aos que forem dar encaminhamento ao Seguro-Desemprego, porém, todas as pessoas, que tiverem interesse, podem garantir vaga e iniciar imediatamente, se tiver acesso à internet”, explicou.

“Os cursos são na modalidade de Ensino a Distância (EaD) e 100% gratuitos à população, podendo ser acessados no site da Prefeitura (https://www.portovelho.ro.gov.br), na aba do Sine Municipal”, complementou.




Desenvolvido pela UnB, cada módulo é de aproximadamente 40 horas/aula, de acordo com a necessidade. Ao final de cada módulo, o trabalhador fará uma avaliação que servirá como base para que ele receba o certificado de conclusão daquela fase. “Ao concluir todas as etapas, ele será certificado pela UnB”, orientou Eric Melo. Todo o conteúdo é formado por textos, vídeos e jogos, sendo autoinstrucionais e não há tutor.

Oportunidades

Os 12 primeiros que estarão disponíveis são: Agenciamento de Viagens, Criando um negócio de Sucesso, Higiene na Indústria de Alimentos, Introdução ao Excel, Português Básico para o Mundo do Trabalho, Demonstrações Contábeis e sua Análise, Conhecendo o Perfil do Agente Comunitário de Saúde e seu Processo de Trabalho, Fundamentos e Processos de Gestão de Recursos Humanos, Segurança da Informação, Edição e Tratamento de Imagens, Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho, Cuidando de Pessoas Idosas.

Novidades

De acordo com o diretor do Sine, está em planejamento, neste mês de janeiro, a organização de ambientes gratuitos em alguns locais. “Sabemos que é muito difícil a existência de computadores de mesa ou notebook na casa do porto-velhense, por isso, estamos buscando parcerias com Sindicatos e Instituições para oferecer esta facilidade”, garantiu Eric Melo.

 

Fonte: Assessoria

Deixe seu Comentário