Advogado de policial nega que George Floyd tenha sido asfixiado

Foto: Divulgação
Anúncio

Revista Fórum – O advogado de um dos policiais que são apontados como cúmplices da morte do ex-segurança George Floyd afirmou que a causa da morte foi overdose, e não asfixia, apesar dos vídeos mostrarem um dos oficiais sufocando Floyd com o joelho. O assassinato do homem negro, em Minneapolis, gerou uma onda de atos antirracistas pelos Estados Unidos e pelo mundo.

“Enquanto tentava evitar sua prisão, sozinho, o Sr. Floyd teve uma overdose de fentanil. Dado seu nível de intoxicação, respirar teria sido difícil, na melhor das hipóteses. A falha intencional do Sr. Floyd em obedecer ordens, juntamente com sua overdose, contribuíram para sua própria morte”, afirmou o advogado Earl Gray, que defende o ex-policial Thomas Lane, à KUTV de Minneapolis.


Fonte: Brasil 247

Deixe seu Comentário