Aluna de medicina reclama de paciente: “A mulher morreu e não dormi”

Foto: Divulgação
Anúncio

A Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro, em Alagoas, suspendeu uma estudante de medicina do estágio na rede pública após a jovem reclamar que “não dormiu”, pois precisou atender uma paciente durante horário de descanso.

“Faltando 10 minutos para minha hora de dormir, chega mulher enfartando e com edema agudo no pulmão e agora já passou 1h30 da minha hora de dormir. Tô puta”, publicou a jovem nas redes sociais.




A estagiária estava lotada na Unidade Mista Dr. José Carlos Gusmão. A jovem ainda expôs o nome da paciente ao publicar uma “atualização” do quadro de saúde dela. “Atualizações: a mulher morreu e eu não dormi.”

Diante da negativa repercussão das publicações, a faculdade em que a estudante está matriculada, o Centro Universitário Cesmac, abriu processo administrativo para apurar o caso.




Atualmente, a jovem se encontra afastada das atividades acadêmicas e impedida de estagiar na rede pública de ensino.


Com informações Metrópole

Deixe seu Comentário