Após levar tapas na cara, mulher reage a pedrada, atinge carro de agressor e é esfaqueada no peito, em Colorado do Oeste

Na delegacia, autor do crime disse que sabia onde policiais moravam

Foto: Divulgação
Anúncio

Na noite de ontem, uma mulher de 28 anos, foi esfaqueada pelo homem com quem mantinha uma união estável de cerca de dois meses. O crime aconteceu no bairro Cruzeiro, em Colorado do Oeste.

Segundo o registro do caso, por volta das 19:00h, o casal foi até a residência de um amigo, onde beberam até as 22:40h, quando o homem de 38 anos chamou a companheira para ir embora, e a mulher se recusou.




Irritado, o acusado desferiu alguns tapas no rosto da vítima que, para se defender, pegou uma pedra e atirou no agressor, que se desviou. O objeto atingiu o vidro do carro do homem, que saiu do local prometendo voltar em seguida.

Após alguns minutos, o acusado retornou e puxou a mulher pelo braço, dizendo a ela: “vem aqui que eu quero falar com você”. Em seguida, desferiu um golpe de faca na região do coração, atingindo o seio esquerdo da companheira.




Testemunhas do ataque tentaram conter o homem enfurecido, mas ele entrou em seu carro, um Gol branco, e fugiu.

Uma guarnição da PM localizou o veículo na rua Mato Grosso, esquina com a avenida Tapajós e, ao abordar o homem, ele tentou resistir à prisão, obrigando os policiais a usar a força para algemá-lo.

Ao ser indagado sobre o esfaqueamento, o suspeito negou ter cometido a tentativa de feminicídio, mas a faca usada no crime, com 15 centímetros de lâmina, foi encontrada dentro do carro dele.




Alterado e já na Delegacia de Polícia, o homem disse aos policiais que sabia onde cada um deles morava, ameaça que foi narrada no Boletim de Ocorrência.

O histórico do acusado mostra que ele já havia agredido outras vezes a mulher, que por muito pouco não foi morta, mas ela não chegou a registrar queixa ou pedir medida protetiva contra o agressor.


Fonte: FOLHADOSULONLINE

Deixe seu Comentário