Assassinato de policial pela filha de 12 anos teve emboscada e traição

A filha e uma amiga dela, de 13 anos, teriam ficado duas horas escondidas dentro da residência, esperando a chegada da vítima

Foto: Divulgação
Anúncio

Quatro adolescentes tiveram envolvimento na morte de um policial, em São Miguel do Oeste, Santa Catarina (SC), em outubro deste ano. Entre eles, a filha do policial, de 12 anos, responsabilizada por atos infracionais análogos ao crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe, emboscada e traição e furto. Conforme as investigações, o policial civil de 46 anos foi morto pela filha e por uma amiga dela, de 13 anos.

As duas foram apreendidas no dia 15 de outubro, mesma data do assassinato. Outros dois adolescentes também foram responsabilizados pelo crime. A polícia não divulgou de que forma eles participaram da morte. O inquérito policial foi concluído nesta quinta-feira (11/11). O crime teria sido premeditado, segundo a polícia. As duas adolescentes teriam ficado duas horas escondidas dentro da residência, esperando a chegada da vítima. O policial foi morto logo que chegou em casa, por volta das 19h15.




O policial foi encontrado morto com golpes de faca em um dos quartos. Imagens de segurança da residência analisadas pela polícia mostraram as duas adolescentes roubando dinheiro que a vítima guardava e fugindo do local. O valor, segundo as investigações, foi dividido entre os quatro menores. A faca usada no crime teria sido descartada quando as jovens fugiram do local. Na casa dos outros dois adolescentes, a polícia apreendeu parte do dinheiro que teria sido roubado.


Fonte:Metropoles

Deixe seu Comentário