Baleada junto com o marido, mulher diz que que autor dos disparos teria assediado a filha deles, uma menina de apenas 10 anos

Anúncio

Por telefone, a mulher que foi baleada junto com o marido na noite de anteontem no distrito do Guaporé, a 90 km de Vilhena, explicou ao jornal online  que o ataque não foi motivado por disputa de terras.

Já fora de risco, a mulher cujo marido continua na UTI, após ser operado no Hospital Regional de Vilhena, esclareceu que o autor dos disparos é um homem que, meses atrás, teria assediado sua filha, uma menina de apenas 10 anos.




Segundo a sobrevivente, após saber da investida contra a filha, o pai da menina foi tirar satisfações com o acusado de tentar molestá-la. Após isso, O acusado passou dois meses fora da localidade pertencente ao município de Chupinguaia, onde todos os envolvidos no caso moravam.

O nome do autor dos disparos já foi revelado à polícia, que tenta localizá-lo desde a data do crime. A entrevistada disse que o atirador se chama Leandro B. S.. Ele estava acompanhado do irmão, identificado apenas como “Zé”, e da esposa, Ângela. Uma outra pessoa que estava com os três não foi identificada pela vítima.


Fonte: Oobservador

Deixe seu Comentário