Concurso PRF: Edital sairá ‘no menor tempo possível’, diz diretor

O diretor-executivo da corporação, José Hott, confirmou que no que depender da corporação tudo ocorrerá no menor tempo possível.

Foto: Divulgação
Anúncio

Polícia Rodoviária Federal (PRF) segue no aguardo de autorização de seu concurso público. A corporação espera agora o aval oficial para avançar nos preparativos de abertura de seu novo edital.

O diretor-executivo da corporação, José Hott, confirmou que no que depender da corporação tudo ocorrerá no menor tempo possível.

“Recebo muitos pedidos para que o edital saia logo, muitos para que demore. Nunca teremos o tempo ideal para nos preparar para nada na vida. Já pensaram que uma nova turma de policiais, a cada dia, salva inúmeras vidas e gera um gigante impacto nas organizações criminosas? A sociedade não pode esperar. No que depender da PRF, tudo será conduzido com transparência, respeito, integridade, profissionalismo e excelência, mas também no menor prazo possível”, disse ele.

Além disso, o diretor confirmou que uma reunião importante ocorrerá esta semana. Hott revelou que haverá um encontro entre dois departamentos internos: Diretoria Executiva (Direx) e Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP), que devem definir rumos do concurso.

Para que o edital seja publicado ainda em 2020, o documento autorizativo do edital deverá ser publicado até o fim de outubro. Esse foi o prazo revelado pelo próprio diretor executivo da corporação, José Hott, algumas vezes: para o edital sair este ano é preciso que o Ministério da Economia autorize o edital até outubro.

Veja o cronograma prévio da PRF para autorização em outubro

Para o certame sair ainda este ano, será necessário que o Governo Federal autorize oficialmente no Diário Oficial até o fim de outubro.  O diretor confirmou que, caso a autorização seja publicada em outubro, a banca organizadora será contratada em novembro, o edital será divulgado em dezembro e a prova será aplicada em abril de 2021.

Dessa forma, se o edital for autorizado até 31 de outubro:

  • banca organizadora será contratada até 30 de novembro;
  • edital será publicado até 31 de dezembro;
  • provas serão aplicadas até 30 de abril de 2021

De acordo com o diretor executivo da PRF, são esperadas 2 mil vagas no próximo concurso da PRF.

O Concurso PRF 2021

Os salários oferecidos pela PRF chegam a R$10.357,88 para nível superior e R$4.022,77 para nível médio.

Para ingresso na carreira de Policial Rodoviário Federal, é necessário nível superior (em qualquer área) e carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria ”B”. Os candidatos devem ser avaliados por prova objetiva de conhecimentos específicos, prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.

As tarefas do Policial Rodoviário Federal dependerão da classe, sendo dividas em quatro: Classe Especial; Primeira Classe; Segunda Classe; e Terceira Classe. O salário inicial da carreira de policial rodoviário federal é de R$10.357,88 em 2019. Os valores já incluem o auxílio alimentação, que atualmente está fixado em R$458.

O Policial de terceira classe tem a missão  realizar atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, enquanto o de segunda classe terá que efetuar atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe.

A PRF trabalha em parceria com outras instituições, como Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Receita Federal, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e outros.

concurso da PRF 2021 deve ser composto por: a) prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; c) exame de capacidade física, de caráter eliminatório, d) avaliação de saúde, de caráter eliminatório; e) avaliação psicológica, de caráter eliminatório; f) avaliação de títulos, de caráter classificatório; e g) investigação social, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PRF.

Déficit de policiais

A necessidade de novos concursos públicos na Segurança Pública, em especial na PRF, é evidente em virtude do déficit de pessoal. A carência da corporação atingiu a marca de mais de 8 mil policiais, em 2018.

Informações divulgadas pela própria Polícia Rodoviária Federal, na época, demonstrava que o efetivo de novembro de 2018 era de 10.029 servidores, quando o ideal seriam 18.424 na corporação. A carência total era de 8.395 profissionais, com vacâncias resultados de aposentadorias, mortes, exonerações, transferências, entre outros motivos.

Em 2019, o governo federal demonstrou a intenção de realizar concursos PRF anualmente, com mil vagas. A intenção é repor o quadro e chegar ao número de 13.098 policiais até 2022. No entanto, essa promessa não foi cumprida até o momento.

Segundo o presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, a promessa foi do presidente da República, Jair Bolsonaro. O representante da categoria disse que a PRF encontra-se com quase 10 mil vagas preenchidas. A medida ajudaria na luta contra o déficit de pessoal da corporação.

Último concurso teve mais de 129 mil inscritos

O último concurso público da PRF foi divulgado em novembro de 2018. Na ocasião, o Cebraspe (antigo Cespe/UnB) organizou o certame. A oferta foi de 500 vagas imediatas, todas para Policial Rodoviário Federal.

O certame contou, ao todo, com mais de 129 mil inscritos. A maior procura foi o Pará, com 12.700 inscritos para 81 vagas, seguido por Goiás com 12.605 inscritos e Rio Grande do Sul, 11.559.

As provas objetivas e redação foram aplicadas em 03 de fevereiro, nas diversas Unidades Federativas com oferta de vagas.

Os participantes responderam a 120 questões, distribuídas por meio de três blocos.


Fonte: Noticias Concursos

Comentários