Durante rebelião, 62 presos são decapitados e têm cérebros arrancados por membros de facção; cenas fortíssimas

Foto: Divulgação
Anúncio

Mundo – Na terça-feira (23), pelo menos 62 pessoas morreram em três presídios no Equador, em uma rebelião organizada por organizações criminosas.

O diretor do sistema prisional, Edmundo Moncayo, disse que foi necessário cerca de 800 policiais para controlar as rebeliões que ocorreram nas províncias de Guayas, Azuay e Cotopaxi.




Moncayo ainda disse que dois grupos estavam tentando ganhar “liderança criminosa dentro dos centros de detenção” e que os confrontos foram precipitados por uma busca por armas realizada na segunda-feira.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram as violentas mortes que ocorreram dentro do presídio. Os 62 presos foram esfaqueados, tiveram as cabeças decapitadas e chutadas como se fossem bolas de futebol.





Fonte: Portal CM7

Deixe seu Comentário