Homem não aceita rejeição de jovem casada e esfaqueia o marido dela

Ele ainda a ameaçou para persuadi-la, cortou a luz e a água da casa dela e tentou expulsá-la da casa em que mora

Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre
Anúncio

Uma jovem de 20 anos e seu marido de 19 sofreram nesse domingo (26) e nesta segunda-feira (27) as consequências do machismo de um homem que não aceitou ouvir um “não”. O suspeito, que havia contratado a jovem para trabalhar em uma barraca de pastel que ele possui, tentou assediá-la e não aceitou a rejeição da mulher. Ele resolver cortar a luz e a água da casa em que ela mora, tentou expulsá-la do local e, por fim, esfaqueou o marido da jovem várias vezes.

O caso aconteceu em Barra do Garças (520 km de Cuiabá). A jovem acionou a Polícia Militar pela primeira vez por volta das 12h40 do domingo (26), afirmando que tinha passado por uma desavença na cidade de Araguaiana (570 km de Cuiabá) com o esposo da proprietária da casa em que ela mora e aluga.




Conforme o boletim de ocorrência, a jovem tinha sido contratada pelo homem para trabalhar de atendente em uma barraca de pastel no rodeio da cidade de Araguaiana. Porém, no local, foi assediada pelo contratante, que a convidou para dormir com ele no veículo dele, proposta rejeitada imediatamente por ela.

Revoltado com a negativa, o homem teria ameaçado a jovem que iria dizer a todos, inclusive para o marido dela, que ela estava se relacionando com várias pessoas em Araguaiana.

Quando o evento acabou e os dois retornaram para Barra do Garças, a jovem logo comunicou à esposa do suspeito sobre o ocorrido e, com raiva, ele passou a pedir que ela saísse da casa que pertence à mulher dele e é alugada pela vítima e pelo esposo, mesmo com a verdadeira dona dizendo para a vítima ficar no imóvel.

Ainda no domingo, o suspeito chegou a ir até a casa da vítima exigindo que ela desocupasse o imóvel, ameaçando cortar a energia e a água da casa. Segundo o boletim de ocorrência, como ela se recusou a sair, o suspeito cumpriu a ameaça, retornou com um alicate, cortou os fios e danificou o disjuntor da casa, deixando o imóvel sem energia elétrica. Além disso, ele ainda quebrou o cano que faz ligação com o registro de água.




Com uma filha de 11 mês, com medo do suspeito e sem condições de ficar sem luz e energia, a jovem procurou a polícia pela primeira vez para denunciar o suspeito, que não foi encontrado pela equipe militar.

Já entre o fim da noite dessa sexta-feira (26) e o início da madrugada dessa segunda-feira (27) o homem retornou à casa do casal e foi visto mexendo, novamente, no padrão de energia da residência.

O marido da vítima, então, pulou o muro e perguntou ao suspeito o que ele estava fazendo, momento que os dois começaram uma briga. Em meio às agressões, o suspeito deu várias facadas no marido da jovem que havia dito “não” ao assédio dele.

A vítima foi atingida no antebraço direito, na bochecha direita e na coxa esquerda. Amigos do jovem, que presenciaram as agressões, o socorreram e encaminharam até uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), onde ele recebeu atendimento médico.

A mulher mais uma vez acionou a Polícia Militar, relatou o ocorrido e os militares iniciaram buscas ao suspeito. Porém, até o registro da ocorrência o agressor não havia sido encontrado.

O primeiro boletim de ocorrência foi registrado como ocorrência de natureza diversa e dano. Já o segundo, da facada, como lesão corporal.

O caso está sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil e as forças de segurança de Barra do Garças e região estão em busca do suspeito, que segue foragido.

Fonte: O LIVRE

Comentários