Menina pede ajuda de facção após ser estuprada e criminosos se vingam matando abusador e esfaqueando a esposa dele

Foto: Divulgação
Anúncio

Quatro jovens suspeitos de estarem envolvidos na tentativa de homicídio de uma idosa de 62 anos e no assassinato do esposo dela, G. S. da S., com golpes de facão, foram presos pela Polícia Civil no distrito de Extrema em Porto Velho. Segundo revelou a Polícia Civil nesta sexta-feira (21), os criminosos decidiram matar G. e ferir a esposa dele gravemente após uma menina de 11 anos, neta da idosa, gravar um vídeo pedindo ajuda depois de ser supostamente estuprada por G..

Ainda no vídeo feito pela menina, sua avó estaria consentindo com o estupro e não tinha feito nada para resguardá-la e nem procurou a polícia para denunciar Gilmar, de 51 anos.




Após a morte de G., os investigadores da Delegacia de Extrema, junto com o delegado Odair Roberto, iniciaram as buscas pelos suspeitos.

Através de informação passada por testemunhas, que apontaram as características dos envolvidos, os policiais realizaram buscas na residência dos suspeitos.

Nas casas deles, em Extrema, foram encontrados vários invólucros de substância entorpecente. O bando foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.




Dos quatro presos, três são homens, sendo dois de 22 anos e outro de 24, e uma mulher de 19 anos.

Ataque com facão

Na última quarta-feira (19), a Polícia Civil do distrito de Extrema foi informada pelo motorista de uma ambulância sobre um assassinato no local conhecido como “Beco do Biladen”.

Ao chegarem na casa, os policiais se depararam com duas vítimas ensanguentadas e com lesões provocadas por golpes de facão. O homem, identificado como G. S. da S., não tinha sinais vitais. A idosa, apesar das várias lesões, estava com vida e de imediato ela foi levada para o hospital de Extrema.




Ainda no local do crime, vizinhos foram indagados sobre o ocorrido. Foi relatado que foi ouvido por eles alguns gritos e barulhos de facão cortando algo e após isso, ficou em silêncio. Uma testemunha disse que viu e ouviu os três homens pulando a cerca e fugindo.

Um  investigador informou que, quatro suspeitos foram presos. A idosa, por conta do estado grave de saúde, precisou ser encaminhada ao hospital de Rio Branco e segue na Unidade de Terapia Intensiva do local.


Fonte: G1/RO

Deixe seu Comentário