Ministério da Defesa notifica militares rondonienses que receberam valores indevidos do Auxílio Emergencial

Foto: Divulgação
Anúncio

O Ministério da Defesa está notificando vários militares que fazem parte das Forças Armadas em Rondônia para que apresentem defesa prévia junto à 17ª Brigada de Infantaria de Selva sobre ilícitos referentes ao recebimento indevido do auxílio emergencial, no valor de R$ 600 pagos pelo Governo Federal.

O Diário Oficial da União publicou hoje pelo menos cinco editais de notificação de militares que teriam recebido recursos indevidos do Fundo de Combate à Pandemia, no valor mensal de R$ 600. A denúncia sobre o recebimento indevido foi veiculada na mídia em julho do ano passado.

Da última vez em que se pronunciou sobre o caso, o Ministério da Defesa assegurou que dos 30 mil militares no Brasil que caíram na malha fina, quase 95% já fizeram a devolução dos valores. A devolução foi determinada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em maio do ano passado, num volume de recursos de R$ 43,9 milhões.

Muitos cidadãos que foram notificados, inclusive pelo Ministério da Cidadania, provaram que tiveram seus documentos utilizados indevidamente. O objetivo da concessão do benefício é proteger pessoas em situação de vulnerabilidade social, principalmente o trabalhador informal.


Fonte: O OBSERVADOR

Deixe seu Comentário