Mulher, marido, filho e amigo são executados na saída de garimpo

As vítimas foram mortas a tiros, mas uma delas teve seu corpo carbonizado

Foto: Divulgação
Anúncio

Quatro corpos foram encontrados na manhã de segunda-feira (23), em uma região de mata, próximo do município de Aripuanã (1.002 km ao Noroeste de Cuiabá). A chacina foi descoberta após o relato de uma sobrevivente, que está grávida e foi poupada pelos criminosos. As vítimas foram mortas a tiros, mas uma delas teve seu corpo carbonizado. O caso está sendo investigado.

De acordo com as informações apuradas pelo , as vítimas foram identificadas como Elzilene Tavares Viana, 41, conhecida como Babalu. O filho dela, Luiz Felipe Viana Antônio da Silva, 19, o marido dela Leôncio José Gomes, 40, e Jonas dos Santos, 25.

Consta na investigação que Jonas e a esposa, de 19 anos – sobrevivente do crime – pegaram carona com a família de Babalu com destino a cidade de Juína, mas como não chegaram ao destino final, foram procurados na região do garimpo, onde Jonas trabalhava.

Para denunciar o desaparecimento, a testemunha foi até a delegacia da cidade, onde tomou conhecimento que a esposa de Jonas estava em Sinop, onde denunciou que o carro em que eles estavam foi abordado no momento em que eles saíram do garimpo.

O grupo foi algemado e levado para a região de mata no meio da estrada, onde foram mortos. A vítima contou que também ia ser morta, mas Jonas pediu para que ela fosse poupada, já que estava grávida. A sobrevivente foi levada para Juína pelos bandidos, que disseram para ela não contar nada.

Os corpos foram encontrados ao lado do carro de Babalu, que estava carbonizado, assim como o corpo dela. O fogo só não consumiu sua cabeça e parte dos seus braços. Já Luiz, Leôncio e Jonas estavam com lesões e marcas de tiros no corpo. Agora, o caso será investigado pela Polícia Civil da cidade.

Não há, até o momento, informações sobre os suspeitos de terem cometido o crime. A motivação pode ter relação com a exploração do garimpo na região, qual Babalu era ‘dona’.


Fonte: GAZETA DIGITAL