Novo decreto reclassifica municípios e Porto Velho entra na fase 3 a partir de amanhã

O período de análise dos dados para mudança de fase continua sendo de 14 dias

Foto: Divulgação
Anúncio

O governo estadual editou novo Decreto (25.220, de 10 de julho de 2020), com flexibilização para a retomada econômica do estado. Segundo a equipe técnica, as novas regras foram planejadas dentro do princípio da responsabilidade com a vida, considerando as necessidades de ajustes ao atual momento da pandemia da Covid-19 no Estado. O objeto é dar equilíbrio à saúde e a economia.

Ontem (13) foi publicada nova Portaria Conjunta com a nova classificação dos municípios em fases do Plano Todos Por Rondônia. O relatório que dará base para os cálculos foi publicado no período da tarde. Amanhã (15) entra em vigor as novas fases de classificação dos municípios com as devidas permissões de atividades econômicas.

Com a reclassificação dos municípios, as fases do Plano de Ação passam a considerar casos ativos, em substituição dos confirmados (óbitos e recuperados) que não precisam mais de leitos de UTI. Com isso, o governo estadual terá o panorama real da necessidade de ampliação ou retrocesso de medidas de distanciamento social.

O período de análise dos dados para mudança de fase continua sendo de 14 dias, mas os municípios que criarem condições para mudança de fase em tempo menor, poderão ser solicitar a mudança de fase.

Na Fase 1

Apesar da reclassificação, muitos municípios ainda permanecem na fase 1, sendo: Alto Paraíso, Ariquemes, Buritis, Cacaulândia, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Governador Jorge Teixeira, Itapuã do Oeste, Guajará-Mirim, Jaru, Machadinho do Oeste, Monte Negro, Nova Mamoré, Ouro Preto do Oeste, Porto Velho, Rio Crespo, Theobroma e Vale do Anari.

Porto Velho

A capital deve ser reclassificada para a fase 3, a partir de amanhã (15). Para o presidente da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia), Raniery Araujo Coelho, as medidas tomadas para a prevenção abrem caminhos para retomar as atividades econômicas. “Pedimos aos nossos empresários que continuem com os cuidados de prevenção, higienização e distanciamento social para podermos passar, de vez, por este momento tão difícil”, salientou.


Fonte: DIÁRIO DA AMAZÔNIA

Deixe seu Comentário