Polícia Civil elucida homicídio no Bairro Mocambo e prende pai de assassino com arma usada no crime

Após ser baleado, o motorista acelerou com o carro, mas o veículo acabou desligando após percorrer alguns metros devido o motorista perder a consciência.

Foto: Divulgação
Anúncio

O crime de execução praticado contra Henrique Fernandes Barbosa da Silva, 33 anos, foi elucidado após menos de 24h de ter ocorrido após intenso trabalho investigativo da Polícia Civil através da delegada Leisaloma Carvalho e demais agentes da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV).

Henrique era proprietário de um pet shop e foi procurado por Jerônimo da Silva Sousa Filho, 27 anos, para tratar de um cachorro. Após os devidos cuidados e tratamentos, o valor das custas foi de R$400 reais, porém, Jerônimo achou caro e discutiu com Henrique. O cliente ofereceu R$100 reais para o dono do pet shop e proferiu ameaças. Já na noite de ontem (11), Henrique estava em seu automóvel modelo HB20 na Rua 13 de Setembro, Bairro Mocambo, conversando com André Ezequiel de Miranda Júnior, 34 anos, vulgo “Pupu”, quando de repente Jerônimo se aproximou do carro pelo lado do motorista e efetuou apenas um disparo que atingiu Henrique no tórax.

Após ser baleado, o motorista acelerou com o carro, mas o veículo acabou desligando após percorrer alguns metros devido o motorista perder a consciência. André Ezequiel deu fuga para Jerônimo enquanto populares acionavam a Polícia Militar. Henrique morreu antes de receber socorro médico.

Na manhã de hoje (12), Jerônimo foi até a casa de seu pai, no Bairro Cohab, e entregou a pistola Glock austríaca calibre 380, confessando que havia assassinado o empresário na noite anterior, pedindo para seu pai esconder a arma. A pistola custa mais de R$ 10 mil reais, conforme informou a delegada Leisaloma Carvalho.

Os policiais fizeram diligências para dar cumprimento a quatro mandados de busca e dois mandados de prisão, porém, Jerônimo e André Ezequiel não foram localizados. Na casa do pai de Jerônimo os policiais localizaram a arma escondida dentro da gaveta de um hack, com 18 munições intactas. O homem foi preso e encaminhado para a sede da delegacia.


Fonte: JH NOTICIAS

Deixe seu Comentário