Porto Velho não tem vagas na UTI desde sábado

Nesta terça-feira (26), o Rio Grande do Sul deve receber 50 pacientes de leitos clínicos que sairão de Porto Velho (RO).

Foto: Divulgação
Anúncio

A capital rondoniense entrou em colapso na saúde pública. A informação foi divulgada pelo prefeito Hildon Chaves (PSDB) no último sábado (23).

Dados divulgados pela secretaria Estadual de Saúde (Sesau), mostram que a capital continua com 100% dos leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI), ocupados.

O prefeito disse em coletiva de imprensa, que caso alguém precisasse de leitos para tratamento intensivo, não conseguiria e talvez chegasse a óbito.

No fim de semana, o governador Marcos Rocha (sem partido), anunciou em uma live nas redes sociais, que o Estado iria transferir pacientes para outros estados, devido a falta de leitos de UTI.

Nesta terça-feira (26), o Rio Grande do Sul deve receber 50 pacientes de leitos clínicos que sairão de Porto Velho (RO) em direção ao sul do país.

Até o último domingo (24), Rondônia só tinha seis leitos de UTI disponíveis, um em Jaru, dois em Vilhena e três em Ariquemes. A capital não tem nenhuma cama de tratamento intensivo de pacientes.


Fonte: RONDONIAOVIVO

Deixe seu Comentário