Pré-candidato a vereador em Porto Velho da Assembléia de Deus Madureira pode ser prejudicado nas eleições de 2020 e virtude do 2º vice presidente

Pastor Antônio Francisco Gomes Silva ladeado pelo pré-candidato a vereador do (PSC) Pastor Bruno

Anúncio

Na semana passada o site rondoniadinamica publicou uma matéria que apura possível superfaturamento o qual está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado de Rondônia deflagrada a fim de “apurar possível superfaturamento na aquisição de itens adquiridos pela FEASE para atender o Sistema Socioeducativo”, com justificativa de combater os efeitos da Covid-19.

A FEASE é dirigida por Antônio Francisco Gomes Silva que, atualmente, é um apoiador direto do pré-candidato a vereador de Porto Velho Pastor Bruno (PSC). A FEASE é a sigla da Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo, órgão do governo do Estado de Rondônia.

A FEASE segundo o site rondoniadinamica e o Ministério Público gastou valores exorbitantes, representando uma discrepância de mais de 980% entre os valores dos produtos adquiridos na gestão de Antônio Francisco Gomes Silva.

Imagens divulgação: Rondoniadinamica

O senhor Antônio Francisco Gomes Silva, atualmente, é o segundo vice-presidente das Assembleias de Deus Ministério Madureira que tem como presidente o reverendo pastor Valadares que obteve nas eleições de 2018 mais de 20 mil votos ao cargo de Deputado Federal no Estado de Rondônia.

Por outro lado, o estreiante na política portovelhense pastor Bruno terá dificuldade de justificar as possíveis irregularidades de seu amigo pastor Antônio Francisco Gomes Silva aos membros da igreja e eventuais eleitores, podendo resultar na não eleição do referido líder religioso.

Vale destacar que o pré-candidato a vereador pastor Bruno é o segundo na linha sucessória da Assembleia de Deus Ministério de Madureira, ocupando cargo de primeiro vice-presidente da instituição.


Fonte: Brasil364

Deixe seu Comentário