Prefeito de SP não garante volta de atividades dos clubes na segunda

Na reunião realizada na sede da prefeitura, foi entregue pelas equipes um protocolo para a retomada que será avaliado pelos órgãos competente

© Pixabay
Anúncio

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse, nesta quinta-feira (11), horas após ter se reunido com dirigentes do principais clubes paulistanos, que a retomada dos treinos já na próxima segunda (15) não está garantida.

“Eles (dirigentes) apresentaram a proposta deles, e agora vai ser analisada pela vigilância sanitária. Nada contra a volta aos treinos, mas, se não tiver aprovação da vigilância, isso não vai acontecer”, disse Covas em entrevista à CNN.

“Eles não apenas disseram da importância de voltar a treinar antes dos jogos, mas os jogos só vão poder na fase 4. Não há previsão de quando a cidade entrará na fase 4 (do Plano São Paulo). Quanto aos treinos, vamos dizer se poderão voltar quando a vigilância terminar a análise”, acrescentou.

Na reunião realizada na sede da prefeitura, foi entregue pelas equipes um protocolo para a retomada que será avaliado pelos órgãos competentes.

Além dos mandatários de Corinthians (Andrés Sanchez), Palmeiras (Maurício Galiotte) e São Paulo (Carlos Augusto de Barros e Silva), participaram também o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, o presidente do TJD-SP, o deputado Delegado Olim, e os secretários municipais de Esporte (Maurício Landim), Justiça (Rubens Rizek) e Saúde (Edson Aparecido).

O Red Bull Bragantino, único clube da Série A do Campeonato Paulista a ter retomado os trabalhos até agora, irá paralisar os treinos e voltar somente quando todos estiverem autorizados. Em outras cidades, os clubes trabalham com as prefeituras locais para ter a liberação das atividades.


Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Comentários