Relatório do FBI alertou sobre ameaça no Capitólio um dia antes da invasão, diz jornal

A informação é do jornal The Washington Post, que teve acesso ao relatório

© Reuters
Anúncio

Autoridades do FBI, a polícia federal americana, no estado da Virgínia, emitiram um alerta na última terça (5), um dia antes da invasão do Congresso americano, levantando o alarme sobre uma ameaça de violência para a sessão de certificação de votos.

A informação é do jornal The Washington Post, que teve acesso ao relatório. O documento foi produzido na véspera do ataque por um escritório do FBI em Norfolk e depois enviado ao escritório de Washington -a partir deste ponto, não ficou claro quais agências receberam a informação.

O documento menciona pessoas compartilhando um mapa de túneis do Capitólio, como é conhecido o complexo do Congresso, e possíveis pontos de reunião para Kentucky, Pensilvânia, Massachusetts e Carolina do Sul para seguirem em grupos para Washington.

De acordo com o documento, uma publicação online pedia que apoiadores de Trump fossem para Washington “prontos para a guerra” e que o Congresso americano precisava de “vidros quebrando, portas sendo chutadas e sangue […] sendo derramado”.

É possível que o relatório coloque o FBI numa situação embaraçosa e tendo que responder sobre o motivo pelo qual a segurança não estava mais preparada para conter os protestos e o ataque da multidão que deixou cinco mortos, incluindo um policial.

Na segunda (11), a nove dias da posse de Joe Biden, o secretário interino do Departamento de Segurança Interna, Chad Wolf, renunciou -ele era um dos responsáveis por coordenar a segurança do evento, que deve ser palco de novos episódios de violência.

O FBI emitiu um alerta sobre possíveis protestos armados que estão sendo planejados em Washington e em outras capitais de estados americanos, para o dia da cerimônia do novo governo democrata.


Fonte: FOLHAPRESS