Sem distribuição, 100 milhões de vacinas podem ir ao lixo nos países ricos

Foto: Divulgação
Anúncio

 Com uma profunda concentração na distribuição de vacinas contra a covid-19 pelo mundo, governos poderão ter de colocar no lixo mais de 100 milhões de doses se elas não forem distribuídas imediatamente para os países pobres. A reportagem é do jornalista Jamil Chade, em sua coluna no portal UOL.

Dados divulgados nesta segunda-feira por uma consultoria do setor farmacêutico, a Airfinity, constata que mais de 100 milhões de vacinas estão programadas para expirar até o final do ano. Os cálculos apontam que os países do G7 e a UE terão mais 1 bilhão de vacinas do que precisam até o final de 2021 e 10% delas deverão expirar.

O alerta ocorre às vésperas da Assembleia Geral da ONU e que terá a questão da distribuição de vacinas como um de seus pontos centrais. Hoje, 75% de todas as vacinas administradas no mundo estavam em apenas dez países. Na África, o continente recebeu apenas 2% de toda a produção mundial..

A esperança da OMS era de que, até o final de setembro, todos os países do mundo tivessem vacinado pelo menos 10% de suas populações. Mas a meta não será atingida.

O problema, segundo os números, é que não existe uma falta de vacinas. E sim uma falha profunda em sua distribuição.


Fonte: Brasil 247

Deixe seu Comentário