Tempestade de areia escurece o céu do Mato Grosso do Sul e deixa desaparecidos

Pelo menos 4 mil casas continuam sem luz. A ventania virou um barco com 21 passageiros no Rio Paraguai

(crédito: Reprodução/Redes Sociais)
Anúncio

Depois de São Paulo, e mais recentemente Goiás, agora foi a vez do Mato Grosso do Sul enfrentar uma tempestade de areia acompanhada de vendaval. Na tarde desta sexta-feira (15/10), diversas cidades do estado, incluindo a capital Campo Grande, ficaram escuras durante o fenômeno.

A ventania causou quedas de energia em diversas cidades sul-mato-grossense, como Dourados, Corumbá, Sidrolandia, Ponta Porã, Douradina e Campo Grande. Até a publicação desta reportagem, cerca de 4 mil residências continuavam sem luz.

De acordo com o site Campo Grande News, durante à tarde, um barco com 21 passageiros virou no Rio Paraguai em meio a tempestade de areia. O Corpo de Bombeiros do estado realiza buscas no local, e pelo menos nove pessoas ainda estão desaparecidas.

“Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, a Defesa Civil Estadual está fazendo monitoramento junto aos municípios para levantar os danos provocados por essa tempestade de areia que atingiu o Estado nesta sexta-feira provocando diversos transtornos”, informou o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Fábio Catarinelli.

Dados parciais do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul indicam que até as 16h desta sexta-feira, havia registro de queda de 60 árvores só na Capital.

De acordo com o MetSul Meteorologia, a causa da tempestade foi uma frente fria que avançou do Paraguai para o Mato Grosso do Sul com uma linha de tempestades com vento.


Fonte: Correio Brasiliense

Deixe seu Comentário