Trio de náufragos é resgatado após 33 dias comendo cocos, mariscos e ratos

Caso aconteceu em uma cadeia de ilhas nas Bahamas; sobreviventes foram encontrados durante sobrevoo de rotina da Guarda Costeira dos Estados Unidos

(crédito: Reprodução/Twitter)
Anúncio

Dois homens e uma mulher foram resgatados em uma ilha deserta na terça-feira (9/2) após sobreviverem, por 33 dias, à base de cocos, mariscos e ratos em Anguilla Cay, em uma cadeia de ilhas nas Bahamas, entre Flórida e Cuba. A informação foi divulgada pela Guarda Costeira dos Estados Unidos.

Na segunda-feira (8/2), a Guarda avistou pessoas agitando bandeiras durante uma patrulha aérea de rotina e lançou água, comida e um rádio para os isolados (veja no vídeo abaixo). Os três estavam vivendo sob um abrigo improvisado feito de lona e pedaços de madeira.

A ilha não possuía fonte de água doce. Os sobreviventes foram resgatados em um helicóptero e levados para um centro médico de Lower Keys. Nenhum dos três tinha ferimentos graves, mas todos exibiam sinais de desidratação e fadiga.

O grupo é originário de Cuba e, segundo a Guarda Costeira, o barco em que estavam havia virado em águas agitadas quase cinco semanas antes. Eles, então, nadaram até a ilha deserta. Não há mais detalhes sobre a intenção do trio em navegar naquelas águas.


Fonte: CORREIRO BRASILIENSE

Deixe seu Comentário