Caso de prostituta infectada causa pânico em localidades da Itália

Autoridades procuram com urgência os clientes da mulher, que poderão estar infectados e transmitindo aos mais próximos.

Foto: Divulgação
Anúncio

Uma mulher de origem peruana que estava infectada com o novo coronavírus causou alarme entre os habitantes de Módica, um município siciliano com cerca de 54 mil habitantes. A mulher era trabalhadora sexual num apartamento de Módica e depois viajou até à região de Úmbria, sendo hospitalizada em Foligno.

O caso suscitou alguma preocupação por demonstrar a dificuldade de rastreamento minucioso de todos os contatos de uma só pessoa, num período de 14 dias.




As autoridades sanitárias de Umbria tentam agora reconstruir os passos da mulher e identificar os clientes com quem esteve, para poderem ser avisados de que devem fazer o teste – uma tarefa que se torna mais difícil pela natureza da profissão da mulher.

A imprensa italiana explica que a situação é particularmente embaraçosa em Módica, onde a mulher esteve durante duas semanas. O autarca local, Ignazio Abbate, e as autoridades de Saúde fizeram um anúncio público, pedindo a todas as pessoas que tiveram contato com a mulher para fazer o teste.




A urgência em identificar os clientes da doente deve-se à necessidade em encontrar todas as pessoas com quem esses clientes estiveram depois de contactar com ela: amigos, familiares, colegas de trabalho. Todas essas pessoas podem ter sido infectadas e poderão propagar o vírus a mais pessoas.


Fonte:  NOTÍCIAS AO MINUTO

Deixe seu Comentário