Concurso MPDFT 2021: Comissão organizadora de novo edital é formada

Foto: Divulgação
Anúncio

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso MPDFT 2021). O órgão, para isso, já formou a comissão organizadora do novo edital.

Segundo o documento publicado, foram designados dois secretários para atuarem na elaboração e fiscalização do certame. Os promotores de justiça Thaienne Nascimento Fernandes e André Luiz Cappi Pereira foram escolhidos como secretários, titular e suplente, respectivamente, concurso.

O grupo de trabalho formado, com os nomes dos integrantes, já foram publicados no Diário Oficial do órgão. Os servidores realizarão os trâmites internos da seleção, além de participar da elaboração do regulamento e do edital. Uma banca examinadora ainda será formada para avaliação dos concursos. A oferta do concurso MPDFT 2021 será para o cargo de Promotor de Justiça Adjunto.

O quantitativo de vagas ainda não foi revelado. A realização do concurso foi aprovada no dia 26 de fevereiro por meio do Conselho Superior do órgão.

O cargo de Promotor requer Bacharelado em Direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica. A remuneração inicial é de R$27.500,17, podendo chegar a R$32.074,85 com as progressões na carreira.

Vacâncias do cargo

O MPDFT computa que são 50 cargos vagos no cargo de Promotor de Justiça, sendo 16 são de promotor de justiça e 34 de promotor de justiça adjunto, classe de ingresso no concurso público.

A expectativa é que as vacâncias sejam preenchidas pelo próximo concurso. As nomeações devem levar em consideração a disponibilidade orçamentária.

Último edital do concurso MPDFT

O último edital do concurso MPDFT para Promotor foi aberto em 2015. Na época, o edital trouxe 27 vagas para o cargo de Promotor de Justiça Adjunto. Os aprovados foram lotados no Distrito Federal.

Na época, a taxa de inscrição foi de R$250 para os bacharéis em Direito com atividade jurídica comprovada. Os candidatos foram avaliados por provas escritas, orais e de títulos.

A primeira etapa do concurso contou com provas objetivas e três provas discursivas, sobre as seguintes disciplinas.

  • a) Grupo I: Direito Penal, Direito Processual Penal;
  • b) Grupo II: Direito Privado, Direito Processual Civil, Interesses Coletivos (“lato sensu”);
  • c) Grupo III: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direitos Humanos.

Segundo o edital, os classificados no concurso passaram, ainda, por inscrição definitiva, exames de higidez física e mental, sindicância sobre a vida pregressa.


Fonte: Noticias Concursos

Deixe seu Comentário