Concurso PRF 2019: corporação estuda pedido de novo edital! Até R$10 mil

Polícia Rodoviária Federal confirma elaboração de um novo pedido para Policial; Último edital foi para 500 vagas

Polícia Rodoviária Federal trabalha para efetuar um novo pedido de concurso público (Concurso PRF) para o cargo de Policial Rodoviário Federal. A informação foi confirmada nesta terça-feira, 12 de março, pela Assessoria de Imprensa da corporação. Na ocasião, o setor negou que tenha sido protocolada uma nova solicitação ao Ministério da Economia, pasta responsável pela autorização dos concursos no âmbito federal.

A PRF confirmou que o pedido começou a ser elaborado, mas ainda não há uma previsão de quando será enviado. Neste ano, o prazo de envio vai até o dia 31 de maio.

A corporação ainda informou que um novo pedido será feito “seguindo tradição”. O quantitativo de vagas ainda não foi revelado. O último edital foi aberto com 500 vagas.

Pedido de concurso que circula na internet é de 2014

Nas últimas horas começou a circular na internet uma imagem de um pedido de concurso da Polícia Rodoviária Federal no Protocolo Integrado do Governo Federal, o que deixou os candidatos animados (veja abaixo). O pedido teve dez movimentações na última segunda-feira, 11. No entanto, a corporação informou que o processo refere-se a um pedido feito em 2014, logo após a formação da primeira turma do concurso realizado naquele ano.




A PRF diz que é inviável a autorização deste pedido, uma vez que o pedido foi feito com base na realidade de pessoal do ano de 2014. A expectativa é que as recentes movimentações sejam para arquivamento do pleito.

Diretor da PRF quer concursos anuais

O novo diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Marcos Furtado, diz que vai lutar por abertura de concursos anuais para corporação. Em janeiro, o novo chefe da PRF esteve reunido com o diretor executivo do órgão, José Lopes Hott, e com representantes sindicais da carreira.




O presidente da FenaPRF, Deolindo Paulo Carniel, destacou a importância de se aumentar o número de policiais que compõem o efetivo da PRF. Carniel solicitou a Furtado que faça gestão junto ao Governo para que a PRF tenha concursos visando o preenchimento das vagas previstas em lei, uma vez que atualmente existe um déficit de mais de 3 mil PRFs, e com uma expectativa de se chegar a cerca de 5 mil em 2022. A situação é preocupante, uma vez que o efetivo atual é o mesmo de 1994.

Em março do ano passado, o ex-diretor geral da corporação, Renato Dias, já havia comentado sobre o grande déficit da PRF. Segundo Dias, o número ficaria ainda maior no final de 2018. Além disso, ele frisou que as 500 vagas que foram oferecidas no concurso divulgado em 2018 ainda não serão suficientes para preencher o déficit. As provas desse certame foram realizadas no dia 03 de fevereiro.

De acordo com o Painel Estatístico de Pessoal (PEP) do Ministério do Planejamento, as vagas do concurso não suprem nem mesmo as aposentadorias. A PRF registrou mais de 700 aposentadorias desde o fim da validade do último concurso.

O Concurso PRF

Para ingresso na carreira de Policial Rodoviário Federal, é necessário nível superior (em qualquer área) e carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria ”B”. Os candidatos devem ser avaliados por prova objetiva de conhecimentos específicos, prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.

As tarefas do Policial Rodoviário Federal dependerão da classe, sendo dividas em quatro: Classe Especial; Primeira Classe; Segunda Classe; e Terceira Classe. O salário inicial da carreira de policial rodoviário federal é de R$10.357,88 em 2019. Os valores já incluem o auxílio alimentação, que atualmente está fixado em R$458.

O Policial de terceira classe tem a missão  realizar atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, enquanto o de segunda classe terá que efetuar atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe.

A PRF trabalha em parceria com outras instituições, como Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Receita Federal, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e outros.

O concurso da PRF é composto por: a) prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; c) exame de capacidade física, de caráter eliminatório, d) avaliação de saúde, de caráter eliminatório; e) avaliação psicológica, de caráter eliminatório; f) avaliação de títulos, de caráter classificatório; e g) investigação social, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PRF.

Fonte: Noticias Concursos

Comentários