Educação: Samuel Costa apresenta propostas para a rede municipal de ensino em Porto Velho

O pré-candidato a prefeito de Porto Velho Samuel Costa (PCdoB) está em pleno diálogo com diversos seguimentos da sociedade, em especial a educação.

Anúncio

Em sua caminhada, Samuel Costa sempre esteve envolvido em pautas que visam a valorização dos profissionais em educação e a luta constante contra os retrocessos que sugam os direitos do povo brasileiro, sendo uma das figuras que mais dialoga com o povo.

A construção do seu plano de governo para Porto Velho vem sendo construído por uma equipe multidisciplinar, composta de técnicos que conhecem as demandas e têm experiências em execuções de políticas públicas.

“Temos que cuidar de nossas próximas gerações. A valorização do profissional em educação deve ser tratada como prioridade em Porto Velho. Na nossa gestão, professores e servidores públicos não serão humilhados e desmotivados. Defender a educação é um dever de todos nós!”, destaca Samuel Costa.

As propostas visam o amplo campo de desenvolvimento socioeconômico de Porto Velho, com o objetivo de construir e executar com eficiência e excelência.

O programa de governo é formado por uma série de ações que visam o bem estar dos portovelhenses garantindo à sociedade uma vida mais justa e digna, são eles, dentre outros:

– Definição de uma política de valorização do magistério, com atenção ao Plano de Cargos Carreiras e Salários, Estatuto do Magistério e outros dispositivos.

– Aplicação de 100% do Fundeb ao pagamento de professores, equipe técnica, interdisciplinar e pessoal de apoio.

– Estabelecer parceria com instituições de ensino superior de análises dos materiais didáticos utilizados na rede municipal, bem como o desenvolvimento de pesquisa e treinamento de professores.

– Cumprir a meta inicial de criação de 40 novas creches, em parceria com o Governo Federal e a iniciativa privada.

– Reavaliar o fechamento das turmas do programa de Educação de Jovens e Adultos.

– Realizar auditoria para análise dos contratos de fornecimento de merenda escolar, reforma e construção de escolas no perímetro urbano e rural.

– Criação de escolas de educação especial e integral na rede municipal.

– Expandir a educação profissionalizante, através do departamento da juventude e da SEMASF, priorizando os estudantes dos bairros populares.

– Criação de programas de iniciação no esporte olímpico às crianças e adolescentes nas escolas e creches.

– Fortalecimento dos Conselhos Escolares e Associações dos Pais e Professores na rede municipal.


Fonte: Assessoria

Deixe seu Comentário