Fãs relatam cenas inesquecíveis em último show de Marília Mendonça

Apresentação final da cantora aconteceu em Sorocaba (SP), em 1º/11. Ela morreu quatro dias depois em um acidente aéreo em Caratinga (MG)

Foto: Reprodução/Instagram/@caiomaturanoqa
Anúncio

O autônomo Caio Maturano foi uma das 15 mil pessoas que estiveram presentes no último show da cantora Marília Mendonça, na Arena Lucky Friends, em Sorocaba (SP). O evento aconteceu em 1º/11, quatro dias antes do acidente aéreo que matou a cantora e outras quatro pessoas em Caratinga (MG).

Ao descobrir que um de seus maiores ídolos havia falecido, o jovem de 22 anos publicou uma homenagem no Instagram, com um vídeo que gravou na apresentação. “Todo mundo que me conhece sabe do meu amor por ela. Foram quatro shows maravilhosos, mas o último foi o melhor, camarote, dois anos sem shows. Estou muito mal, mas te amarei para sempre Marília, como digo no vídeo, ‘eu te amo, Marilinha’”, escreveu.




O rapaz já agendou a realização de uma tatuagem em homenagem à sertaneja. O desenho será o símbolo do álbum Todos Os Cantos, lançado em 2019 e dividido em três volumes.




Em entrevista ao Metrópoles, Caio contou que, todos os dias, escuta pelo menos uma música da coleção, em uma espécie de ritual. O jovem conheceu a cantora em 2016, quando ela lançou o primeiro álbum, Marília Mendonça – Ao Vivo. Foi nessa época em que muitas pessoas começaram a ouvir, por exemplo, as canções Infiel e Meu Cupido É Gari.

“Em 2019, passei por um relacionamento que não foi tão bom. A partir daí, comecei a de fato me identificar com as letras. A voz que ela tinha era maravilhosa e criei esse amor espetacular pela Marília”, disse Caio.

Fã do gênero sertanejo de maneira geral, o rapaz foi a quatro shows da “Rainha da Sofrência”, como ela era conhecida. Garante, entretanto, que o último se mostrou o mais marcante, após um longo período assistindo a lives realizadas durante a pandemia.

Caio comprou ingresso no camarote para ficar bem perto do palco. “A minha expectativa estava muito alta. Sabia todas as músicas, chorei em várias. Estou namorando agora, feliz da vida, mas as canções ainda ‘me pegam’. Eu saí do último show pensando: ‘Nossa, vou em todos que ela fizer’”, afirmou.




Mal sabiam os fãs da cantora que esta seria a última apresentação dela. “Vou sentir falta de acordar, abrir os stories para acompanhar o que ela fez no dia passado, além de, claro, vê-la com Henrique e Juliano, Hugo e Guilherme, Maiara e Maraisa… A energia dela era maravilhosa, nos palcos e fora deles”, declarou o admirador.

Fã esteve na turnê Patroas

Fã de Marília Mendonça desde 2015, a autônoma Nathália Sanches, 25 anos, também esteve no último show da cantora em Sorocaba, onde mora. Ela se lembra que esta foi a primeira apresentação com 100% de público em pé depois de muito tempo.

“Foi um show tão aguardado, iniciou por volta da 1h30. Foi ali que ela nos mostrou tamanha humildade e carinho. Estava radiante, não existe outra palavra que a defina naquele dia”, contou Nathália ao Metrópoles.

A jovem já trabalhou com eventos e pode estar presente em muitas apresentações, como a da Turnê Patroas (Marília Mendonça junto da dupla Maiara e Maraisa). “Tenho tido momentos de negação, ainda parece mentira que tudo isso aconteceu. Quatro dias antes do acidente, ela estava aqui, tão pertinho, tão feliz. O final de semana foi de muita tristeza”, relatou.




Nathália ressaltou que vai guardar para sempre o legado da cantora. “As músicas dela já me ajudaram a superar relacionamentos. Marília tinha muita ‘sofrência’ nas canções, mas ao mesmo tempo, ensinava muito sobre superação, empoderamento e nos mostrava que mulher pode ser o que quiser. Deixou um enorme aprendizado. Desejo que ela esteja em paz, onde ela estiver!”, finalizou a autônoma.


Fonte: Metrópoles

Deixe seu Comentário