Ajudante de carga mata colega de trabalho a tiros no DF. Veja vídeo

Crime aconteceu em Taguatinga, na manhã de quarta-feira (3/8). O autor segue foragido. Condenado por tentativa de homicídio, ele responde por dois processos de porte de arma e formação de quadrilha para prática de crime hediondo

(crédito: Material cedido ao Correio)
Anúncio

Câmeras de segurança flagraram o momento em que um ajudante de carga matou o colega de trabalho após uma discussão, na manhã desta quarta-feira (3/8). Os dois eram terceirizados, segundo apurado pela reportagem, na loja Campeão da Construção, localizada no setor M-Norte. As imagens mostram o momento em que Thales Costa do Amaral, deixa o local interno do depósito, já com arma em punho, e atira contra Diogo Reis Ferreira. A vítima foi atingida por dois disparos, um nas costas e outro na perna.

Após ser ferido, Diogo anda pelo depósito, se apoia em caixas empilhadas e depois cai no chão. Vários funcionários chegam para ajudar e acionam a Polícia. A vítima é submetida a procedimento de reanimação por cerca de trinta minutos, mas não resiste e morre no local. Veja o vídeo:

Depois de cometer o crime, Thales fugiu correndo do local. Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal, ele já foi condenado por tentativa de homicídio e responde por dois processos de porte de arma e formação de quadrilha para prática de crime hediondo.

Delegado da 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga), Mauro Aguiar destaca que o crime é enquadrado como motivo fútil e sem chances de defesa para a vítima. Ao Correio, os funcionários da empresa alegaram que Thales e Diogo tinham discussões constantes nos últimos dias. E segundo depoimento prestado ao delegado, no dia do crime, os dois brigaram devido a um esbarrão enquanto carregavam materiais para uma caminhonete e para um pequeno caminhão.

A polícia divulgou o retrato de Thales Costa do Amaral, em caso de informações sobre o paradeiro do suspeito. Informações podem ser prestadas pelo 197.

Thales Costa do Amaral, foragido da polícia
Thales Costa do Amaral, foragido da polícia(foto: Imagem cedida ao Correio)

Fonte: Correio Brasiliense

Deixe seu Comentário