Câmeras flagram jovem sendo perseguido após levar 14 facadas

Ele ainda conseguiu ir caminhando até a casa onde mora e pediu ajuda para a família, mas não resistiu aos ferimentos

Foto: Divulgação
Anúncio

A família de um rapaz de 25 anos morto com 14 facadas na madrugada do último domingo (5/9), na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), prestou depoimento na manhã desta quinta-feira (9/9) na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o caso.

Câmeras de segurança flagraram quando o autônomo Rômulo Aurélio da Maia foi perseguido, após sair de uma distribuidora de bebidas na Rua Raul Pompéia, às 4h da madrugada.




Ele ainda conseguiu ir caminhando até a casa onde mora e pediu ajuda para a família. Rômulo foi levado para uma unidade de saúde, mas durante atendimento sofreu três paradas cardíacas e morreu no local.

A polícia civil trabalha com a hipótese de latrocínio, como uma das linhas de investigação. Inconformada, a família quer entender o que aconteceu com Rômulo.




“É tudo uma confusão, mas parece ser isso mesmo, porque levaram bicicleta, celular e dinheiro. Mas o motivo mesmo a gente não sabe. A gente tem bastante imagem e testemunha”

afirma o irmão da vítima, Cássio Aurélio da Maia, após ser ouvido na DHPP.

O rapaz, de acordo com a família, não tem antecedentes criminais e era de bem e trabalhador. “Ele era muito conhecido e todo mundo gostava dele. Meu irmão não saía da rua de casa. Não devia pra ninguém, não tinha encrenca”, disse o irmão da vítima, Cássio.




A família pede por Justiça. “A gente quer que quem fez isso seja preso. Ele não merecia morrer do jeito que morreu. Queremos que [a polícia] descubra o que realmente aconteceu, o que motivou um crime tão cruel e brutal. Afinal pegaram ele [Rômulo] pelas costas”, disse o irmão da vítima, emocionado.

“Não vou dizer que aceitei, porque está sendo difícil. A gente nem tem força pra chorar mais. Mas tem que seguir a vida, cuidar da minha mãe. Graças a Deus temos um ao outro.”

Câmeras de segurança

As imagens da câmera de segurança mostram Rômulo, que está de blusa branca de mangas compridas e bermuda escura, bebendo e conversando com outras pessoas na distribuidora de bebidas. Depois de um tempo ele deixa o local de bicicleta. Um dos homens que está na mesma roda de conversa vai atrás dele.




Outros ainda tentam segurar o suspeito, mas ele consegue correr e começa a perseguir Rômulo de bicicleta. É quando, em determinado momento, a vítima começa a ser golpeada pelas facadas.

O suspeito não foi identificado até o momento.

CLIQUE ABAIXO E VEJA VÍDEOS:


Fonte: Banda B

Deixe seu Comentário